A transmissão do saber fazer nas pedreiras do bairro Cerro do Estado/Capão do Leão/RS



Dê sua nota!  
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 voto, média: 5,00 de 5)
Loading...

Por Cátia Simone da Silva

Esse diário de campo fez parte da pesquisa sobre “A transmissão do saber fazer nas pedreiras do bairro Cerro do Estado”, município de Capão do Leão, ao Sul do Brasil. A extração mineral de granito é uma das principais fontes de renda do município, o saber tradicional deste trabalho faz parte do cotidiano de muitas famílias há mais de um século, sendo portanto uma herança cultural.

A metodologia empregada foi os métodos de observação participante, o uso do “diário de campo”, recursos audio-visuais (fotografia e filmagens), essas constituirão parte de um “documentário etnográfico” e também foi utilizado um questionário semi-estruturado com perguntas a partir dos problemas em questão: “trabalho e gênero”.

Como nasci e moro no local, sou portanto uma nativa, devo segundo Magnani (2002) “estranhar o familiar”, e o estranhamento deu-se à medida que ia sendo conduzida as entrevistas, pois foram surgindo expressões e palavras que eu não conhecia.

A pesquisa tem como foco a categoria trabalho, o qual está imbricado com a territorialidade, e é uma das principais constituições identitárias do grupo. Desta forma não poderia deixar de comentar a etmologia da palavra “trabalho”, conforme Cunha:

“Trabalho tem o sentido de torturar, derivado de tripalium (instrumento de tortura). Dá idéia inicial de “sofrer” passou-se à idéia de esforçar-se, lutar, pugnar e, por fim trabalhar; ocupar-se de um míster, “exercer o seu ofício”. Do latim: Tripalire – entrada no português, século XIII).” (NOGUEIRA, 2001. P. 38 APUD: cunha, 1987. P. 204).

No primeiro sentido de “torturar”, pode ser percebido aqui nas atividades, pois os trabalhadores ficam expostos a vários tipos de acidentes. Existem casos de mutilações dos dedos, perda da visão por lascas de pedras ou ferro, e acidentes de toda a ordem, inclusive casos de óbitos. Além das persuações das políticas públicas ambientais, vulnerabilidade econômica, sendo na maioria dos casos um trabalho informal. Nas narrativas dos meus interlocutores ficou explícito o orgulho de praticarem o corte artesanal de pedras, pois ocupam-se da atividade desde criança.

Sai pela manhã  como o flâneur 1 de Walter Benjamin, (ROUANET, 1993), sem um horizonte claro para as minhas caminhadas, deixando a intuição e os acontecimentos à minha volta me conduzirem no caminho que eu deveria seguir. Saindo nesse dia com dois problemas a descobrir e mais um terceiro que surgiu durante as entrevistas.

Minha primeira dúvida é o significado do termo “marroeiro”, porque num blog sobre “A história do Capão do Leão”,  dizia que o termo graniteiro é utilizado para os que trabalham fora do DEPREC2, pois nessa empresa os trabalhadores no passado e até hoje possuem … (Clique aqui para ler o artigo na íntegra)

ACADEMIAS:



AÇOUGUES:

casacarneseloi cia do churrasco


Shop de Carnes Peão

AGÊNCIAS DE BICICLETAS:

banner-ja

AGÊNCIAS LOTÉRICAS:

leao-sorte

AGROPECUÁRIAS:





ALUGUEL DE VESTIDOS:



ARMAZÉNS:



AUTO ELÉTRICAS:




AUTO MECÂNICAS:





BANHO E TOSA:



BAZARES:



BORRACHARIAS:



CABELEIREIROS:



CALÇADOS:



CHAPEAMENTO E PINTURA:




CONSERTO EM ELETRODOMÉSTICOS:



CONSERTO EM TELEVISORES:



CONSTRUTORAS:



CONTABILIDADE:



ENERGIA SOLAR:

delta solar

ESTOFARIAS:



EXCURSÕES:



FARMÁCIAS:



FERRAGENS E MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO:

banner-selmo



FRANGO ASSADO:



FRUTEIRAS:



GÁS:



GRÁFICAS:



GRAVAÇÕES EM PEDRAS:



IGREJAS:



INFORMÁTICA:



LANCHES:





LAVA-JATOS:



LENHA E TOCOS PARA LAREIRA:



LOJA DE MÓVEIS:



MOTO PEÇAS E MOTO MECÂNICAS:





MÓVEIS SOB MEDIDA:



PADARIAS:

mamuts-logo



PAPELARIAS:

papelarialeonense

PNEUS:



POLIMENTO AUTOMOTIVO:



PRESENTES:



PRESTADOR DE SERVIÇOS:



RESTAURANTES:

Restaurante Cia do Sabor


SERRALHERIAS:



SINDICATOS:



SOLDAS:



SUPERMERCADOS E MINIMERCADOS:




TAEKWONDO:



TRANSPORTES:



TURISMO:



VEÍCULOS:



VESTUÁRIO:



VIDRAÇARIAS: